November 25, 2018

A Água Libera Emoções

Escrito por: Lucía Peña - Presidenta do Instituto Int. de Estimulación Neural e Sociologa

Aprendi a chorar, aprendi a falar, não tenho mais medo.

article preview

Eu tinha 7 anos e quando saia para lavar as meias dos meus irmãos o porteiro da casa onde vivia me seguia, eu escapava dele e lavava rápido para não encontrar com ele. O medo cada vez maior se apoderava de mim, antes de sair olhava atrás da cortina para ver se ele não estava e dizia à minha mãe: "não quero" "Vou mais tarde"; Ela tinha tantas preocupações com mais 7 filhos que não me ouvia, ela só queria que tudo estivesse pronto para os meus 4 irmãos homens e meu pai.

Chegou o dia em que eu não pude escapar e este porteiro abusou de mim, foi horrível senti-lo atrás de mim e me apertava até ficar sem folego, lembro que molhava as mãos no tanque porque não sabia o que estava acontecendo, não tinha a coragem de tirá-lo de cima de mim, não sabia como, fiquei muda, era impossível sair um grito, uma palavra, apenas sentia as pernas babosa do sêmen deste homem, eu só queria que ele me deixasse, que fosse embora, que alguém chegasse, alguma vizinha, esses momentos foram eternos. Escutei um grito da mãe do porteiro: "Onde você está, fulano de tal?" Minha salvação! Ele saiu fechando o zíper da calça, eu fiquei paralisada não sei por quanto tempo!

menina preto e branco

Durante anos eu mantive essa vergonha e este "segredo" até que um dia eu me atrevi, levantei a voz, chorei, gritei, tirei ele da minha vida e agora é apenas uma memória gravada sem considerar-me vítima e sim com a coragem de ousar para tirar ele da minha existência.

Compartilhei meu testemunho e muitas meninas, mães, mulheres ousaram e levantaram suas vozes. Sem vergonha, sem vitimização, hoje sou segura de mim mesma e desejo do fundo meu coração e da força como mulher que ousem levantar a voz.

Não mais violência contra as mulheres! 5 minutos mudaram minha vida. Escreva e ouse você também!

Foto de Lucia


Junte-se à nossa rede de escritores e comparta seu conhecimento em nossa plataformaContribuir
Escreva seus comentários