March 10, 2019

O Valor e o Amor de Sua Vida

Escrito por: Maria Josee Loucel

Sou uma mulher como tantas. Tomo parte de uma familia, de uma escola, de um trabalho...

article preview

Sou uma mulher como tantas. Tomo parte de uma familia, de uma escola, de um trabalho. Crescí em dois países, um quente como o sol e outro frio como a neve. Desde quando me lembro, tentei agradar o mundo, aos meus pais, avós, irmãs, enfim, a minha família. Na escola você tenta se adaptar, ser como "esperam" que você seja, ou como sua mãe, ou como sua irmã, como as garotas populares ou as mais inteligentes, sempre colocando-as como exemplo. E quem pergunta como você está? O que quer? Que sonhos e ilusões? Em tenra idade me dei conta de que a vida está cheia de expectativas, de comparações e de críticas. Não importa, faça o que fizer, sempre haverá alguém que não está satisfeito com seus atos. E por estar tão presa nesse mundo, não conseguia ver o amor que me rodeava das pessoas que SIM me amam, que sim me valorizam e me aceitam como SOU.

Desde jovens, crescemos pensando que se conseguirmos agradar aos demais, cumprir com suas expectativas, nos quererão e nos valorizarão pelo que tivermos conseguido uff! É uma vida difícil de levar e de ser você mesma. Falemos dos anos da puberdade, de onde a expectativa é que você se tansforme em uma flor, alta, magra, com peitos e mais, um protótipo do sucesso. Aparecem dúvidas de si mesma e se abre a porta da insegurança. O garoto dos seus sonhos não a vê e você sente que nunca encontrará alguém que a queira. O único que você vê de si são seus defeitos, o que os outros a criticam, a zombaria dos demais.

garota atrás da cerca

Ninguém fala sobre "isto" e quando você menciona algo, é usado contra você. Seu valor e amor para com você mesma começa a decair até você sentir que não vale nada e se conforma com o que colocam à sua frente, seja um trabalho que não quer, ou um homem que não a quer nem a valoriza. Você não vê porque aos seus olhos você não merece nada melhor do que tem.

Hora de romper correntes

mãos quebrando correntes

As correntes são aquelas que colocamos desde pequenos porque não entendíamos e não nos explicavam, uma crítica, uma comparação, ciúmes, invejas, medos, ansiedades, portas falsas como o álcool, anorexia, drogas.

Busquei e encontrei o caminho que para mim é o correto! Graças à meditação e ao método de 5 minutos disse JÁ NÃO MAIS. Comecei a ter um despertar, a estar em paz com quem sou, encontrar meu valor e aprendi a querer-me tanto por fora como por dentro. Esse valor e carinho que buscaba nos demais sempre esteve dentro de mim. Vivi por mais de 22 anos escrava das expectativas dos demais e muitas vezes não eram nem reais, era o que pensava que esperavam de mim. Passei 22 anos pensando que não valia nada, que ninguém me queria, que está bem se me pisam, está bem se tenho que fingir toda a vida “ser feliz e ter uma vida plena”. Minha vida era vazia, me sentia só, como uma moeda de 1 centavo, pequena e sem valor.

Deixei sair a verdadeira MULHER que SOU e sair à luz de cada dia com alegria e otimismo. Primeiro com meu parceiro me dei conta de que não se foi, seguia a meu lado, desde o principio viu meu valor. Logo meus amigos, alguns se foram e compreendi que nunca foram amigos, os que ficaram sei que são o e os terei pela vida. E com a família, deixando para trás o que dirão e as opiniões que tenham de mim.

Majo e o namorado dela

Agora tenho claro meu valor e me amo, me conheço por dentro e por fora.

Agora tenho a força para dizer NÃO para as coisas que não me dão prazer.

Agora fujo das pessoas tóxicas que só me querem ver cair.

Agora conheço meu valor e não corro mais atrás de pessoas que não querem ser parte de minha vida. Agora me amo dos pés à cabeça.

Agora compreendo que minha vida vale como as demais, o valor à sua vida é dado por si mesma. Não deixes que ninguém lhe diga quanto vale ou quanto não vale. Você o sabe. Está em você.

praia

Junte-se à nossa rede de escritores e comparta seu conhecimento em nossa plataformaContribuir
Escreva seus comentários