October 28, 2020

Veleta

Escrito por: Hena Cardenal

Sou muito emotiva, e essas emoções me levaram a me sentir como um cata-vento, dependendo de como soprava o vento.

article preview

Sou muito emotiva, e essas emoções me levaram a me sentir como um cata-vento, dependendo de como soprava o vento, é assim que me sentia, em uma montanha-russa constante.

Assim, caminhei pela vida, procurando respostas e soluções nos livros, que devorei avidamente. Também abordei diferentes pessoas, grupos e escolas filosóficas. Aprendi muito e adorei isso, pois, apesar de ser muito emocional, tive uma educação muito racional e meu cérebro andava a cem mil por hora, analisando e guardando ou descartando os diversos conhecimentos aos quais tinha acesso.

Há 22 anos meu pai faleceu e, embora eu jurasse que estava preparado porque ele estava muito doente, entrei em depressão.

Tive a sorte de uma amiga me convidar para receber com ela alguns cursos sobre Amor e Energia Universal, que atualmente conhecemos como Estimulação Neural.

A primeira coisa que nos ensinaram foi respirar conscientemente e meditar em apenas 5 minutos!!

Não achei que fosse possível, porque sempre me disseram que era muito mais tempo, e claro, eu, que nunca fui disciplinada, tentei, mas fiquei entediada e parei de fazer.

Que surpresa, consegui acalmar minha mente, mesmo que por alguns minutos. Eu tive que continuar testando!! Esse foi o começo. Com a prática, consegui passar mais tempo em silêncio e me encontrar.

nycolle

Meditar me fez parar de ser aquele cata-vento, porque me acalma e consigo controlar melhor minhas emoções. Os problemas continuam, mas a minha atitude é diferente, não me deixo levar por eles.

Minha mãe, que também gostava de meditar, faleceu recentemente, e minha reação foi muito diferente. A ausência dela me machuca muito e claro que me deixou muito triste, mas tenho conseguido aceitar que era a hora dela, não me deixar levar pela depressão e seguir em frente.

Minha felicidade depende de mim, de como decido ver a vida e agir de acordo. Aceitar, agradecer e compartilhar são palavras-chave que, com a meditação, têm me levado a ser uma pessoa mais equilibrada e feliz.

Isso não seria possível sem La Jardinera, fundadora do Mãos Sem Fronteiras Internacional, que tão generosamente e com tanto amor compartilhou conosco este bendito Ensinamento que veio para mudar a vida de milhares de pessoas em todo o mundo, enchendo-nos de esperança, também nos tempos tão difíceis que estamos vivendo.

Hena

E se isso não bastasse, ela criou o aplicativo 5 MINUTOS, EU MEDITO, para levar os benefícios da meditação para escolas, instituições e/ou empresas gratuitamente.

No Meditômetro do aplicativo agora passamos dos 20 milhões de minutos meditados pela Paz Mundial e vamos adicionar ainda mais!!!

Obrigado, muito obrigado querida Jardineira!!

Junte-se à nossa rede de escritores e comparta seu conhecimento em nossa plataformaContribuir
Escreva seus comentários